Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

PM fecha depósito irregular de combustíveis no Morro do Meio, em Joinville

O motorista Elcio Emanuel Gonçalves, 56 anos, e a mulher estavam no local e foram detidos

Redação ND
Joinville

A Polícia Militar fechou um depósito clandestino de combustíveis nesta quinta-feira (7), em Joinville. A operação foi planejada após uma denúncia feita à Agência de Inteligência do 8º BPM (Batalhão de Polícia Militar). O trabalho, que contou com o apoio da Polícia Militar Ambiental, começou às 6h e oito horas depois, durante a tarde, houve o flagrante em uma casa no bairro Morro do Meio, na zona Oeste da cidade. Duas pessoas foram detidas.

Divulgação/8º BPM/ND
Policiais militares ambientais verificam o depósito irregular

 

O motorista Elcio Emanuel Gonçalves, 56 anos, estava com um balde embaixo do caminhão tanque no momento em que os policiais militares chegaram no local. Segundo suspeitas, ele iria retirar mais combustível. No local, o depósito clandestino armazenava óleo diesel e gasolina. Elcio justificou aos policias que retirava apenas o excedente da carga, mas no local foram encontrada uma caixa cheia de lacres de carga. A mulher de Elcio também estava na residência.

Divulgação/8º BPM/ND
Lacres de carga foram encontrados no local

 

Os policiais militares encontraram uma caderneta com anotações de das vendas e da quantidade de combustível guardado no local. As datas indicam a venda desde o início do ano passado. Os valores das vendas chegavam a R$ 600 por dia. Ao todo, foram apreendidos 100 litros de gasolina e 180 litros de óleo diesel. A gasolina era vendida a R$ 2 e o diesel R$ 1,80 o litro.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, além da venda ilegal, há o risco ambiental pelo armazenamento irregular do combustível. Um caminhão tanque estava estacionado no local, uma área residencial. O veículo não poderia estar no local por conter líquido inflamável.  De acordo com os policiais ambientais, o dono do prédio vai ser autuado administrativamente por causa do armazenamento irregular dos combustíveis.

Um fiscal da Agência Nacional do Petróleo foi chamado no local e viu mais irregularidades. Segundo ele, os lacres que estavam no caminhão não eram os mesmos descritos na nota fiscal.

Os policiais militares ambientais também flagraram quatro pássaros silvestres em cativeiro. Nenhum deles tinha registro. Um dos animais, um papagaio de peito roxo, é ameaçado de extinção. A multa total para o crime é de R$ 6 mil.

Na terça-feira passada, três homens foram presos em uma borracharia na BR-101, em Garuva. Eles participavam de um esquema de desvio de combustíveis.

*Com informações da RICTV Record.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade