Publicidade
Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 20º C

Artista manezinha Maria Beraldo vence como Melhor Instrumentista no Women’s Music Event

Premiação, realizada na noite desta terça-feira, em São Paulo, garantiu à artista o prêmio pelo seu primeiro álbum solo, "Cavala"

Redação ND
Florianópolis
04/12/2018 às 22H53

A manezinha Maria Beraldo ganhou como Melhor Instrumentista na premiação Women’s Music Event Awards By Music2!, realizada na noite desta terça-feira (4), em São Paulo. A artista concorria em três categorias: instrumentista, produtora musical e revelação do ano. A indicação veio pelo seu primeiro álbum solo, “Cavala”, de composições autorais, no qual ela canta, toca guitarra, clarinete e dá a batida da música eletrônica.

Artista manezinha Maria Beraldo ganhou prêmio  Women’s Music Event Awards By Music2! na noite desta terça-feira - Rogerio Von Kruger/Divulgação/ND
Artista manezinha Maria Beraldo ganhou prêmio Women’s Music Event Awards By Music2! na noite desta terça-feira - Rogerio Von Kruger/Divulgação/ND


Em entrevista ao colunista Marcos Cardoso, do Notícias do Dia, a cantora falou sobre as suas primeiras experiências com a música. Maria, que começou a estudar a arte aos seis anos, passou por vários instrumentos até chegar na bateria – que eventualmente deixou de lado – e no clarinete, que começou a tocar aos 13 anos e no qual se aprofundou. Ela explicou ainda o conceito do projeto "Cavala", lançado nas plataformas digitais no dia 30 de maio. “O estilo é talvez pop experimental, que se conecta muito com a canção brasileira de Caetano, Chico, Gil e ao mesmo tempo com a música eletrônica e o noise”, revelou.

O objetivo do Women’s Music Event Awards By Music2! é valorizar o protagonismo das mulheres na música. Maria concorria na categoria Melhor Instrumentista com Anna Tréa, Monica Agena, Mariá Portugal e Milamba. Na categoria Revelação do Ano, a artista disputava com Luísa Sonza, Clau, Duda Beat e Bia Ferreira. Já o prêmio de Melhor Produtora Musica foi disputado com Badsita, Flora Matos, Monica Agena e Luana Hansen. A edição desde ano foi apresentada pela cantora Preta Gil.

Projetos paralelos

As parcerias também fazem parte da carreira da manezinha, que participa dos grupos Bolerinha, com a irmã, Marina Beraldo Bastos, e Luísa Toller. “[O som] talvez possa ser chamado de Indie, não sei, só ouvindo pra entender o que é”, comentou. “É ousado artisticamente falando”. Já no quarteto Quartabê, Maria se junta a Mariá Portugal, Joana Queiroz e Chicão para apresentar música instrumental, “um jazz muito brasileiro” e com conexões com a de música de ruído e a música eletrônica.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade