Publicidade
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Blocos dos Sujos mostrou "lado B" do Carnaval em Florianópolis

Com 160 mil foliões, festa no Centro da Capital teve grupo praticando furtos e pessoas nuas nas ruas

Dariele Gomes
Florianópolis
11/02/2018 às 17H17
Foliões urinando pelas ruas do Centro durante o Bloco dos Sujos - Flávio Tin/ND
Foliões urinando pelas ruas do Centro durante o Bloco dos Sujos - Flávio Tin/ND


Ao mesmo tempo em que a passarela Nego Quirido era tomada por cor e brilho no desfile das escolas de samba de Florianópolis, o Centro da cidade foi ocupado por 160 mil foliões, segundo dados da Polícia Militar, que se divertiam no Bloco dos Sujos.

A reportagem do Notícias do Dia acompanhou a movimentação do bloco durante a tarde e a noite, que reuniu uma grande diversidade de foliões na área central da Capital. Enquanto muitos aproveitaram a festa para curtir de modo pacífico, também teve quem acabou por desrespeitar o espaço alheio.

Além das pessoas urinando nas ruas, a reportagem presenciou foliões andando nus, casos de assédio e um carro com dez passageiros. No Largo da Alfândega, um grupo aproveitou para praticar furtos contra os distraídos.

Enquanto em São Paulo e no Rio de Janeiro ganhou força a campanha "Não é Não", contra o assédio no Carnaval, por aqui bastava andar pela multidão para presenciar inúmeros atos de assédio contra mulheres.

No trânsito, a atenção precisou ficar redobrada. Na ponte Colombo Salles, a alguns metros de um acidente com moto com uma vítima fatal, a reportagem observou uma motorista dirigindo em zig zague.

Bloco reuniu 160 mil foliões, segundo PM - Martinho Ghizzo/Divulgação
Bloco reuniu 160 mil foliões, segundo PM - Martinho Ghizzo/Divulgação



Publicidade

3 Comentários

Publicidade
Publicidade