Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Forças do Vale, Blumenau e Brusque se enfrentam na semifinal do Estadual de Basquete

Equipes se enfrentaram recentemente na final do Sul-Brasileiro e agora o encontro vale vaga na decisão do Estadual

Diogo Maçaneiro
Florianópolis
06/11/2018 às 23H37

Eles estão acostumados a se enfrentar e a proximidade entre as duas cidades fez com que Blumenau e Brusque se tornassem rivais no esporte, inclusive no basquete. Nessa sexta-feira, os dois times voltam a medir forças pela semifinal do Campeonato Catarinense de Basquete masculino. Quem vencer garante vaga na decisão contra uma das duas equipes de Joinville, a AABJ ou Blackstar. A final ocorre no sábado, às 16h, com transmissão ao vivo pela Record News.

Pivôs Nandão, de Blumenau (à esq.) e Antônio, de Brusque, devem travar um duelo forte nos garrafões - Divulgação/arte sobre foto/ND
Pivôs Nandão, de Blumenau (à esq.) e Antônio, de Brusque, devem travar um duelo forte nos garrafões - Divulgação/arte sobre foto/ND

Recentemente, os rivais do Vale do Itajaí decidiram o Sul-Brasileiro com vitória de Blumenau, num jogo parelho, decidido nos detalhes. “Foi um jogo muito difícil. Vencemos, mas passamos o jogo todo atrás. O jogo deles encaixa bem com o nosso”, afirma Serjão, técnico blumenauense, que aposta na imposição de uma defesa forte e velocidade para desgastar o adversário. “É o jogo do ano. Ninguém chega à uma final sem passar pela semifinal”, explica o comandante do time com as melhores defesa e ataque da competição. Ao lado de Joinville, Blumenau é a única equipe invicta na fase de classificação e mata-mata.

Pelo lado brusquense, o discurso é parecido. O técnico Alexandre Bicudo garante um time preparado para o que chama de “um grande jogo”. “A gente tem 40 minutos para chegar à final e a gente vai dar o máximo. A expectativa é de um grande jogo onde mais uma vez o detalhe pode fazer diferença”, explica. Em quadra, espera-se um time veloz, capaz de cadenciar a partida em momentos estratégicos e um ataque poderoso. “Nossa média está entre 70 e 80 pontos. Nossa maior dificuldade é o grupo. Hoje estamos com sete, oito atletas apenas”, pondera. “Chegar à final e trazer mais uma vez o título para Brusque é nosso objetivo desde o primeiro jogo”, conclui.

Blumenau vai em busca da Liga Nacional

Enquanto não se define o desfecho do Estadual, a diretoria de Blumenau trabalha nos bastidores para garantir o time na Liga Ouro, a divisão de acesso do basquete brasileiro e que dá ao vencedor o direito de disputar o NBB (Novo Basquete Brasil). Foi por meio desta competição que Joinville disputa a elite do nacional atualmente.

Para isso, Blumenau precisa desembolsar um bom dinheiro. São R$ 33 mil para a inscrição, mais uma garantia de R$ 500 mil à Liga Nacional de Basquete, como forma de assegurar o pagamento de salários dos atletas e demais custos logísticos.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade