Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Duelo entre dois projetos ambiciosos em Joinville marcam semifinal do Estadual de Basquete

Equipes da cidade se enfrentam nesta sexta-feira, no Norte do Estado, em bisca de uma vaga na decisão

Diogo Maçaneiro
Florianópolis
07/11/2018 às 22H43

Na edição de quarta-feira 97), o ND mostrou um pouco sobre um dos duelos mais tradicionais do basquete catarinense, entre Blumenau e Brusque. Hoje é a vez de apresentarmos outro embate nada tradicional, mas cujos projetos são os mais ambiciosos de Santa Catarina nos últimos anos. Basquete Joinville e Blackstar são da mesma cidade e fazem a outra semifinal do Estadual 2018 amanhã, no ginásio da Embraco, no Norte do Estado.

Tiagão e Felipe Vezaro vão se enfrentar em Joinville - Divulgação/ND
Tiagão (à esq.), do Blackstar, e Felipe Vezaro, do Joinville, vão se enfrentar no Norte do Estado- Divulgação/ND

Não dá para chamar de clássico, mas o duelo em Joinville promete ser uma atração à parte. De um lado, o time favorito ao título, invicto nas fases anteriores e na disputa do NBB (Novo Basquete Brasil). O Basquete Joinville tem como treinador Daniel Lazier e um elenco entrosado e rodado, apesar de jovem. Na mãos dos irmãos Felipe e Lucas Vezaro, além do garoto Weihermann e o eficiente Jefferson Socas há um gatilho fortíssimo nas bolas de três pontos. Junto a eles, está André Bambu, Colimério e o pivozão Mathias. “Somos favoritos, não vamos negar”, afirmou Lazier, na tarde de ontem, enquanto concentrava seu time para o duelo diante do Basquete Cearense, pelo NBB, o Brasileiro da modalidade.

Do outro lado, o Blackstar demonstra querer atravessar barreiras bem audaciosas. O destaque do time é o pivô Tiagão, ex-Palmeiras, Basquete Cearense e muito ligado ao adversário na semifinal, a quem defendeu no NBB do ano passado. Porém, o técnico da equipe Rodrigo Lima espera disputar já nesse ano a divisão de acesso da modalidade no país. A competição será organizada pela CBB (Confederação Brasileira de Basketball) e substituirá a Liga Ouro a partir do ano que vem. A Liga Nacional não confirma oficialmente a mudança, mas tudo se encaminha para esse desfecho. “A médio prazo nosso objetivo é disputar competições a nível nacional”, disse Lima ao ser questionado sobre jogar um NBB.

“Os jogos serão na nossa casa, onde sempre buscamos atrações à parte. Teremos mascotes, cheerleaders e o duelo local também atrai”, afirmou o treinador, que admite o favoritismo ao adversário, mas promete fazer um jogo duro. A Record News transmite ao vivo a final do Estadual Masculino de Basquete no sábado, Às 16h, para todo o Estado.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade