Publicidade
Sexta-Feira, 20 de Abril de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Eric Santos fala da trajetória que levou a Resultados Digitais a crescer a passos largos

CEO da RD fala sobre o mercado, clientes, elação com os colaboradores e a história de sucesso da empresa por trás de uma plataforma de marketing digital

Janine Alves, especial para a Inspira
Florianópolis
02/02/2018 às 09H39
Eric Santos, CEO da Resultados Digitais, empresa que revolucionou o fazer marketing digital para as empresas - Marco Santiago/ND
Eric Santos, CEO da Resultados Digitais, empresa que revolucionou o fazer marketing digital para as empresas - Marco Santiago/ND



Assim como a idade de um cachorro deve ser multiplicada por sete, na Resultados Digitais, a RD, empresa liderada por Eric Santos, a impressão é que isto está ocorrendo de fato. São seis anos de existência, mas com números surpreendentes.

Na casa do ferreiro o espeto é de ferro, é assim que começa a história do empreendedor de hoje. Ao desenvolver e usar na própria empresa seu principal produto, o RD Station, uma plataforma de marketing digital que propõe ser uma “máquina para multiplicar as vendas”, Eric Santos, CEO da Resultados Digitais - RD, empresa de tecnologia com sede em Florianópolis, viu o número de funcionários aumentar 75 vezes em apenas seis anos, e a empresa crescer acima dos três dígitos ano a ano. A RD tem a marca espetacular de crescer anualmente acima dos três dígitos, mesmo durante uma das piores crises econômicas do Brasil. Questionado sobre a receita do sucesso”, o empreendedor respondeu com convicção: “o sucesso aqui não é uma questão de sorte, é uma questão de métrica. Se a empresa crescer 10% ao mês no final de um ano o crescimento vai ser de três dígitos...E a gente tem muito isso aqui. De ver vários negócios, milhares no caso, que estão crescendo, contratando gente mesmo num cenário recessivo que a gente passou no Brasil nos últimos anos, a nossa base de clientes cresceu em média 30%”.

Um conselho ao mercado da tecnologia

 “O pessoal é muito mais movido por princípio do que pelo dinheiro. E eu até costumo dar esse conselho a empreendedores mais novos: se você está procurando dinheiro, tem coisas muito mais garantidas e muito menos estressantes do que fazer uma empresa de tecnologia. A gente tem um nível de risco muito alto, a maioria das empresas não dão certo, esse é um fato. E as que dão certo têm muita ralação, muito trabalho. Então se o objetivo final é dinheiro, é melhor ir para outras áreas. Mas quando a coisa dá certo, traz o retorno financeiro para os fundadores, investidores e para todo mundo que está em volta do projeto, os funcionários, etc.”

O início

O empreendedor paulista que veio para Florianópolis para cursar Engenharia de Automação da UFSC, ainda na graduação teve bolsa de iniciação científica, fez dois intercâmbios, um nos Estados Unidos e outro na Índia. No entanto, foi o trabalho junto a um núcleo de pesquisa da Fundação Certi que o fez ver o potencial existente no mercado. Eric destaca a Fundação Certi não apenas por ter influenciado sua carreira, mas por ter sido fundamental ao setor de tecnologia de Floripa e o celeiro de formação de muitos dos empreendedores que atuam no segmento.

Fórmula do sucesso da RD

“Nós tínhamos um propósito que vinha de um interesse genuíno: ajudar nossos clientes, que são empresas pequenas e médias, a crescer, ajudá-los a fazer marketing digital, usar as técnicas mais modernas para trazer visitantes para o seu site, gerar oportunidade de negócio, gerar vendas. Veio sempre em paralelo comigo uma vontade de ‘não vou só fazer uma empresa para resolver o problema dos meus clientes, eu vou fazer um lugar aonde as pessoas vão se desenvolver junto’. A gente como um time mesmo, desde a equipe fundadora, já nos primeiros funcionários, era muito na linha de um negócio que vai crescendo junto e que, por acaso se isso aqui não der certo, todo mundo vai ter aprendido muito no meio do caminho.

Timing do mercado

E isso aí foi uma coisa que a gente conseguiu fazer e escalar com o tempo...Eu não consigo ver uma história de sucesso em tecnologia onde a empresa não acertou o timing de mercado, onde ela não tratou os seus funcionários como pessoas inteligentes, adultas e deu oportunidades diferenciadas para elas, onde ela não tentou fazer o bem. Empresa picareta nesse mercado não sobrevive. E onde ela não continuou inovando ao longo do tempo, porque muda muito rápido tudo. Então a gente tem que estar com esse desafio de mútuo de otimizar o que está funcionando, mas já planejar o que a gente vai fazer ano que vem, daqui a cinco anos, dez anos.”

 

Crescimento acelerado

  • 2013>2014 : 702%
  • 2014>2015 : 293%
  • 2015>2016 : 133%
  • 2016>2017 : 107%

 

Melhor empresa para se trabalhar

A RD foi eleita por quatro anos consecutivos a melhor empresa para se trabalhar em SC (GPTW /categoria médias), eleita em 2017 a 18ª melhor empresa de TI para se trabalhar no Brasil (GPTW /categoria médias),  e Eric Santos foi considerado Empreendedor de Alto Impacto 2017 pela Endeavor. A RD foi fundada em 2011 e no ano seguinte eram apenas 12 pessoas. A previsão é que esse número chegue a 900 colaboradores até o final de 2018. Ao olhar essa trajetória, o CEO reconhece que um dos grandes segredos da empresa foi oferecer ao funcionário a oportunidade de aprender.

Perks

“Hoje olhando a RD é uma das melhores empresas para se trabalhar, porque tem uma estrutura dessa, mas isso não tinha em 2013 quando a gente ganhou pela primeira vez o título, não tinha nada disso. O que tinha naquela época? As pessoas estavam tendo um aprendizado fora da curva. Então o que a gente oferece e coloca é uma oportunidade de aprendizado fora da curva, diferenciado. Hoje como a gente tem um pouco mais de estrutura e recurso a gente consegue dar um pouco mais destes perks (“vantagens”), mimos. E não só perks, mas coisas mais estruturadas, como o programa de liderança. A gente tem um programa formal de desenvolvimento de líderes. Tem consultorias que trabalham para formar, tem treinamento, enfim é um curso mesmo, quase um MBA em liderança que a gente oferece para todo mundo que tenha posição de liderança na empresa....A maioria das pessoas que a gente traz a gente olha muito a questão cultural. Se ela casa com a cultura da empresa tem e o propósito de também ajudar a empresa a crescer.”

RD Summit

O domínio do negócio e o propósito de colaboração fizeram de Eric um empreendedor de sucesso, capaz de entregar experiências aos colaboradores da empresa, aos seus clientes, seja por meio de eventos como o RD Summit ou o RD on the Road, assim como os produtos que comercializa ou disponibiliza gratuitamente.

As conexões

“O que eu acho que eu consigo fazer legal e se eu fosse me definir seria assim: O inovador no sentido de entender bem tecnologia, entender bem o que está sendo feito, o que esta sendo aplicado, mas como aplicar isso no contexto de negócio que tenha que tenha demanda real e gente que esteja disposta a pagar por um produto dentro daquela área...Hoje eu me considero muito mais uma pessoa de negócios do que de tecnologia, mas eu entendo bem de tecnologia, entendo como funciona o sistema, sei conversar com as pessoas que estão operando e, então, sei fazer a intersecção.”

Resultados Digitais em números

+10.000 Clientes gerando resultados no Brasil e no mundo

+2.000 Agências parceiras crescendo seus negócios e os de seus clientes

+20 Países utilizando RD Station Marketing

+8.000 Profissionais que participam anualmente do RD Summit

São 600 colaboradores (RDoers) divididos em 6 escritórios: Florianópolis (sede própria), Joinville (coworking), São Paulo (coworking), Bogotá (coworking), Cidade do México (coworking) e San Francisco/US (coworking).

 

Número de funcionários:

2012: 8

2013: 29

2014: 96

2015: 216

2016: 342

2017: 553

2018 (expectativa): 900

 

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade