Publicidade
Terça-Feira, 19 de Junho de 2018
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 15º C
  • #TORCIDANDCopa #dia5: CBF manda carta à Fifa, Inglaterra vence e belgas empolgamMAIS COPA

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • Átila relança livro sobre cinemas de rua no FAM 2018

    O autor, diante de uma pintura de sua autoria - Divulgação
    O autor, diante de uma pintura de sua autoria - Divulgação


    Os cinemas de rua de Florianópolis fecharam as portas no início da década de 1990. Até aquela época os mais conhecidos eram o Cecomtur, São José, Ritz, Coral/Carlitos, Roxy, todos na área central da Ilha de Santa Catarina. As casas de exibição externas perderam espaço para as salas do Beiramar Shopping, primeiro shopping de Florianópolis, inaugurado em 1993.
    O artista plástico e escritor Átila Ramos recuperou essa memória num livro lançado pela UFSC, intitulado "Cinemas de Rua de Floripa: a história dos Cinemas de Rua de FLorianópolis (mudos e sonoros) desde 1900". Ou seja, Átila resgatou a magia que envolvia o principal entretenimento de Florianópolis desde o inícuio do século 20. A capital catarinense recebia os filmes mais importantes produzidos em estúdios dos Estados Unidos e da Europa, às vezes com relativo atraso em relação aos lançamentos nas principais praças nacionais.
    O livro[...]

    Leia mais
  • Maior tragédia política de Santa Catarina completa 60 anos

     

    O avião destroçado, em São José dos Pinhais (PR): 18 pessoas morreram no desastre - O Cruzeiro/Reprodução/ND
    O avião destroçado, em São José dos Pinhais (PR): 18 pessoas morreram no desastre - O Cruzeiro/Reprodução/ND


    O dia 16 de junho de 1958 foi certamente um dos mais tristes da história de Santa Catarina e do Brasil. Há exatos 60 anos, caía na região de São José dos Pinhais (PR), próximo a Curitiba, o avião Convair 440, da Cruzeiro do Sul, prefixo PP-CEP. Entre os passageiros e tripulantes do voo 412 estavam o ex-presidente da República Nereu Ramos, o governador Jorge Lacerda (PRP) e o deputado federal Leoberto Leal (PSD). Nereu e Lacerda eram simplesmente as duas principais lideranças políticas do Estado – e de maior prestígio nacional, Leal era cotado para disputar o governo do Estado em 1960 por seu partido. Os três haviam embarcado em Florianópolis com destino a São Paulo e Rio de Janeiro. O avião se preparava para fazer a escala paranaense quando teve problemas mecânicos a pouco mais de oito quilômetros de São José dos Pinhais. No total,[...]

    Leia mais
  • Konder Reis, uma trajetória única em Santa Catarina

     

    Em 1976, durante ato administrativo em seu gabinete - Acervo Carlos Damião
    Em 1976, durante ato administrativo em seu gabinete - Acervo Carlos Damião


    O ex-governador Antônio Carlos Konder Reis  comemorou, em 25 de março de 1997, 50 anos de dedicação à vida pública. Foi nesta data, em 1947, que o jovem Antônio Carlos, então com 21 anos, assumia seu primeiro mandato eletivo, de deputado estadual constituinte, na Assembleia Legislativa catarinense.

    Cinquenta anos significaram para o político catarinense uma vida de dedicação às causas públicas, em diferentes momentos históricos do Estado ou do País. Konder Reis pôde acompanhar, por exemplo, a derrocada do Estado Novo, engajando-se no movimento pela redemocratização que resultou, em 1945, na criação do partido que representou sua maior escola política, a UDN (União Democrática Nacional).

    Outro momento político importante, que Konder Reis acompanhou de perto no Congresso Nacional, foi o desastrado governo de Jânio Quadros, que acabou com a renúncia do presidente, no dia[...]

    Leia mais
  • Lélia Nunes lança "Corpo de Ilhas" nesta quarta-feira (13) na Capital

    A professora e pesquisadora Lélia Pereira Nunes, uma das maiores estudiosas brasileiras da contribuição cultural dos açorianos, que começaram a chegar à Ilha de Santa Catarina há 270 anos, lança nesta quarta-feira (13), no Emporium Bocaiúva, a partir das 19h, sua obra mais recente: “Corpo de Ilhas”, editada pela Dois Por Quatro Editora, composta de  textos tematicamente próximos, publicados desde 2012, com exceção de dois que são anteriores e que também integram o conjunto. Embora a crônica seja o gênero literário de eleição, Corpo de Ilhas não é um livro de gênero literário específico. São textos que “abordam realidades culturais, sentimentos de pertença, histórias comuns e que têm a pretensão de contribuir com o debate sobre a ‘atlanticidade’ literária”,  observa Lélia.

    A obra está dividida em três partes, sob os títulos: “Ilha de Santa Catarina”, “Ilhas Açorianas” e “Outras Ilhas,” em que a osmose transatlântica é[...]

    Leia mais