Publicidade
Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • Exposição resgata o belo percurso artístico de Bonson

    Enfim, um evento digno da grandeza artística de Sérgio Bonson (1949-2005), quase 20 anos após a exposição que ele realizou no Museu Victor Meirelles e exatos 12 anos depois de sua morte, completados na sexta, dia 8. O Museu Histórico de Santa Catarina apresentará no dia 14 deste mês, a partir das 18h, a Mesa de Conversa "Arte cidade, história e patrimônio cultural: reflexões a partir da obra de Sérgio Bonson".

    Sérgio Bonson, em retrato de 2004 - Sérgio Vignes/Divulgação/ND
    Sérgio Bonson, em retrato de 2004 - Sérgio Vignes/Divulgação/ND

    No museu, a mostra “Bonson Revisitado: Percursos” (até 4 de janeiro de 2018) reunirá obras e objetos de um dos mais importantes artistas visuais de Florianópolis em todos os tempos, um memorialista que dedicava horas e horas do seu cotidiano a desenhar e pintar cenários e personagens da capital catarinense. Durante cerca de oito anos, Bonson retratou em desenhos e aquarelas grande parte do Centro Histórico, eternizando caprichosamente o patrimônio arquitetônico e outros[...]

    Leia mais
  • As investidas contra as universidades e a política de desmonte do Estado

    Há uma convicção crescente, entre professores e servidores da UFSC (e de outras universidades federais), de que as investidas policiais sistemáticas têm o objetivo deliberado de desestabilizar as instituições, preparando o terreno para que, num futuro próximo, possam ser privatizadas – e a preço de banana, como o governo fez com o pré-sal e deve fazer com o Banco do Brasil.

    “Ou nós reagimos ou eles (governantes) vão nos atropelar”, disse-me nesta sexta (8) uma professora com 15 anos de UFSC. O problema está na reação, que tem sido complexa na universidade catarinense. Não houve nenhum tipo de mobilização, de solidariedade, após a Operação Ouvidos Moucos. Quando ocorreu, era tarde demais: o reitor Luiz Cancellier havia morrido tragicamente em consequência da humilhação pública a que foi submetido.

    A Sessão Fúnebre do Conselho Universitário, em 3 de outubro, e a “Aula pública contra o Estado de exceção – Resistência ao abuso de poder e ao[...]

    Leia mais
  • Academia premia destaques de 2017 e lança documentário

    Está marcada para dia 11 de dezembro, às 19h, a sessão solene de encerramento do Ano Acadêmico da Academia Catarinense de Letras. Durante a cerimônia serão entregues os Prêmios ACL 2017 e apresentando o documentário Letras Catarinas – a Trajetória de uma Academia, produção Contraponto e TVI – Televisão e Cinema. 

    OS PREMIADOS

    São os seguintes os premiados pela ACL em 2017

    Prêmio Othon D'Eça, pelo conjunto da obra – Salim Miguel, in memoriam

    Prêmio de Contos – Dirce Waltrick do Amarante

    Prêmio de Crítica Literária – Lauro Junkes, in memoriam

    Prêmio de Crônicas – Dante Mendonça

    Prêmio de Ensaio – Mitsi Westphal Taylor

    Prêmio de História – Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina

    Prêmio de Língua Portuguesa – Maria Tereza Queiroz Piacentini

    Prêmio de Poesia – Méroli Habitzreuter

    Prêmio de Romance – Godofredo de Oliveira Neto

    Divulgação de Autores Brasileiros no Exterior – Giovanni Ricciardi

    Atriz Raquel Stüpp, que interpreta Delminda Silveira e Maura de Senna Pereira no documentário sobre a ACL - Divulgação
    Atriz[...]
    Leia mais
  • Protesto contra a reforma da Previdência fecha o Centro

    O fotojornalista Osvaldo Noceti registrou do alto de um prédio, na Rua João Pinto, a situação dos ônibus no centro de Florianópolis na tarde desta terça-feira (5/12), por causa do trancamento dos terminais, em especial o Ticen. Tudo como reflexo de um protesto de categorias de trabalhadores contra a reforma da Previdência pretendida pelo governo de Michel Temer. De início, esta terça seria o dia de mais uma greve geral, mas as centrais sindicais recuaram, porque o governo enfrenta dificuldades políticas na tramitação da reforma. Alguns sindicatos ignoraram a decisão das centrais e organizaram o protesto que ocupou boa parte da região central de Florianópolis durante mais de duas horas. O sistema de transporte coletivo foi o mais prejudicado pela paralisação.

    Leia mais sobre o assunto AQUI