Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

CPI que investiga fundos de pensão tem dado resultado

Diferente de outras CPIs, que serviram apenas de palanque para parlamentares e terminaram em pizza, a que investigou os fundos de pensão tem dado resultado

Leandro Mazzini

Diferente de outras CPIs, que serviram apenas de palanque para parlamentares e terminaram em pizza, a que investigou os fundos de pensão tem dado resultado. Concluída há exatos dois anos, a comissão desvendou a rota da corrupção “institucionalizada” nos fundos da Caixa Econômica Federal (Funcef), dos Correios (Postalis), da Petrobras (Petros) e do Banco do Brasil (Previ). Com base no relatório da CPI, recentes operações levaram gente graúda para a cadeia, como o lobista Milton Lyra, ligado ao MDB, e Marcelo Sereno, assessor do ex-ministro José Dirceu. Ambos presos ontem na operação Rizoma.

Investigação

Relator da CPI na Câmara, o deputado Sérgio Souza (MDB-PR) pontua que a ação da Polícia Federal (PF) “corrobora todo o trabalho da CPI dos Fundos de Pensão”. O parlamentar lembra que as investigações indicaram prejuízo de R$ 113,4 bilhões.

Ativos

No parecer, Souza detalhou a desvalorização de ativos no período de 2011 a 2015. A rentabilidade do ativo da Previ ficou abaixo da meta mínima em R$ 68,9 bilhões. Na Petros e na Funcef, o prejuízo para os ativos foi de R$ 22,3 bilhões e R$ 18,1 bilhões, respectivamente. Já no Postalis, a baixa foi de R$ 4,1 bilhões.

Caravana Lula

O Senado Federal vai bancar os custos da viagem de senadores a Curitiba na próxima semana. Os parlamentares da oposição integram a comissão externa que irá “verificar as condições de encarceramento do ex-presidente Lula”.

Vetados  

A comissão foi proposta pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) após a juíza de Curitiba, Carolina Moura Lebbos, vetar, na terça-feira, a visita de governadores ao petista na Superintendência da Polícia Federal.

Jijagum

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT), "índiodescendente", recorre a uma expressão em tupi-guarani ao lamentar a prisão do “companheiro”: Jijagum ("A luta continua").

Espanto & Indignação

Senador Lasier Martins (PSD-RS) tem soltado o verbo em críticas ao Supremo Tribunal Federal. Fala em “espanto e indignação do povo” com a Suprema Corte devido “às indicações políticas, atraso nos processos, trocas de ofensas entre ministros e mudanças de posicionamento, que geram insegurança jurídica”.

Muda STF

Lasier é autor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 35/2015, parada no Senado, que muda o sistema de indicações para o STF e estabelece mandatos de tempo limitado para os ministros.

Cofre Aberto

Apesar do rombo nas contas públicas, a União já desembolsou esse ano, mais de R$ 2,5 bilhões para parlamentares por meio das chamadas emendas. 

Ranking

De acordo com o Siga Brasil – Portal do Orçamento, a maior parte dos recursos foi destinada para as emendas de parlamentares do MDB, PT e PSDB.

Prioridade

O novo ministro do Esporte, Leandro Cruz, anunciou aos parlamentares durante a  cerimônia de posse que a prioridade para a pasta é a aprovação do Projeto de Lei que muda de 1% para 3% a porcentagem em que empresas poderão abater do pagamento do Imposto de Renda para investir no Esporte.

Projeto

O autor do Projeto de Lei (PL 11.438/06) é o deputado Marco Antônio Cabral (MDB-RJ), que já foi secretário de Esporte no Rio de Janeiro.

Prêmio

Site de turismo Trip Expert elegeu o Programa de Visitação Institucional do Congresso Nacional como “Melhor atração de Brasília”. Em 2017, mais de 124 mil pessoas visitaram a Câmara e o Senado. Entre elas, cerca de 3 mil pessoas de 82 países como França, Estados Unidos, Nepal e Nova Zelândia

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade