Publicidade
Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 15º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

  • Presidente Temer tem preferencia por uma mulher na PGR

    No dia em que o presidente Michel Temer faz prolongado discurso espontâneo para rebater – sem se explicar – a denúncia do procurador Geral da República, Rodrigo Janot, e até atacar um ex-procurador que se tornou advogado de Joesley Batista, o MP Federal apresentou a lista tríplice da categoria para indicar o novo PGR, em setembro. Aliados do presidente avisam que será difícil Temer seguir a maioria e endossar Nicolao Dino para substituir Rodrigo Janot. Há alguns meses ele avisou entre portas que a PGR merecia uma mulher – conota preferência pela subprocuradora Raquel Dodge.

    A lista

    Nicolao Dino, com 621 votos; Raquel Elias Dodge (587 votos); e Mario Luiz Bonsaglia  (564 votos) compõem a lista tríplice votada pelos procuradores do MPF ontem.

    Corra pra cá!

    Os ministros Imbassahy, Moreira Franco e Eliseu Padilha dispararam mensagens de whatsapp cobrando presença de deputados para o discurso-defesa de Temer.

    Hã? Onde?

    Espertos foram Eunício Oliveira e[...]

    Leia mais
  • Dois ministros estão sob suspeição para julgar Aécio no STF

    O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes sofre pressão interna e externa para declarar suspeição no julgamento do pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), que deve ocorrer em agosto. Moraes chegou ao comando do Ministério da Justiça e à cadeira do saudoso Teori Zavascki com apoio e lobby do senador mineiro. Outro sob suspeição é o ministro Gilmar Mendes, conhecido de Aécio há décadas – já foi AGU do Governo de Fernando Henrique – e flagrado em grampo.

    Do peito

    No áudio da PF, Aécio propõe tráfico de influência de Gilmar para que o togado peça apoio a senadores pelo projeto de lei de abuso de autoridade, que tramita no Senado.

    Pé na porta

    Alexandre de Moraes já foi filiado ao PSDB entre dezembro de 2015 e fevereiro de 2017, e na sua passagem pelo Ministério da Justiça era muito visitado por Aécio.

    Histórico

    Antes da bomba contra Aécio, o senador declarou que mais de “30% dos nomeados para o STF, nos[...]

    Leia mais
  • Henrique Meirelles avisa a aliados que descarta presidência

    Ficha limpa e quadro mais preparado da conjuntura, o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, avisou a aliados próximos e entusiastas de seu nome que não quer se candidatar a presidente da República. Ele é um dos cotados à sucessão de Michel Temer – por agora ou em 2018, dependendo do que acontecer com o presidente. Mas avisou que após esta missão na Fazenda só pensa em descansar e fazer palestras no exterior e no Brasil – rotina que ainda mantém. Ex-presidente mundial do Bank Boston e com trânsito livre entre empresários e suprapartidário, Meirelles é um dos nomes que mais traz credibilidade internacional ao Brasil. Presidente do Banco Central nos Governos de Lula da Silva, é considerado o homem que praticamente segurou o Governo e trouxe segurança a investidores internacionais.

    Todo mundo ouviu

    A oposição deve pedir ao STF o impedimento de Gilmar Mendes como relator do inquérito contra Aécio Neves, que telefonou para ele propondo tráfico de[...]

    Leia mais
  • MJ dá tiro no escuro com projeto de fatiamento da PF

    Passeia no gabinete do ministro da Justiça, Torquato Jardim, um calhamaço com o plano de retirar das mãos da Polícia Federal as atividades de Polícia Administrativa, questão de segurança nacional para o Governo, como controle de imigração, passaportes e fiscalização de segurança privada. A meta é deixar tudo com departamento especial do MJ. Agentes e delegados são contra. O escopo enfraquece a PF.

    Guerra do diploma

    O CADE vota na quarta o processo de fusão da Kroton com a Estácio, as gigantes do diploma universitário. Em jogo, o monopólio de um filão: o ensino à distância.

    Aviso prévio              

    Senadores foram avisados por ministros que o presidente não quer traição na votação da reforma Trabalhista no plenário. Há lista de seus apadrinhados na mesa de Temer.

    Estilo

    Os Josés Sarney, pai e filho, rasparam de leve os bigodes. Isso é um sinal.

    Ninho em chamas

    O PSDB completa 29 anos no domingo, sem ter o que festejar no[...]

    Leia mais