Publicidade
Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

  • Humilhado pelo presidente, Bebianno insiste em ficar no Governo

    O ministro da Secretaria da Presidência, Gustavo Bebianno, está praticamente demitido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e não caiu na real. É essa a sensação entre aliados dentro e fora do Palácio. A indicação do presidente em dizer que ele mentiu ao citar contato, e o áudio divulgado pelo filho, vereador Carlos Bolsonaro, com um ‘fora’ do presidente para o ministro, foram o suficiente para indicar a porta de saída. Os Bolsonaro querem forçar a saída do ministro. Caso não saia, é passivo de demissão após o Carnaval. Bebianno usou o PSL durante a campanha como bem entendeu, e isso incomodou muito Bolsonaro e os filhos. Agora, ficou notório.

    O projeto de poder de Bebianno nunca foi bem visto por Carlos, um nome fora do Governo, mas o filho e aliado mais próximo hoje do presidente. Ele e pai estão afinados.

    Bebianno tentou controlar toda a direção do Patriota – executivas nacional e estaduais –como condicionante para Bolsonaro se lançar[...]

    Leia mais
  • Lobby pela procuradoria da Agência de Mineração expõe ‘barragem’ política

    Lobistas da mineradora Vale começam a se movimentar através do Senador Fernando Bezerra (PSB-PE), neoaliado do Governo, e de contatos no Ministério de Minas e Energia para tentar emplacar a nomeação do novo procurador da Agência Nacional de Mineração, visando amenizar as vindouras milionárias multas e as sanções referentes aos casos de Mariana (Samarco) e Brumadinho (Vale).

    O nome escolhido pela mineradora é do advogado da União Maurycio Corrêa, cedido para o ministério. Mas há ferrenha resistência ao indicado por parte dos Diretores da Agência.

    O lobby para o novo procurador da ANM também criou animosidades entre o ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque, e a Vale. Ele teme ingerências.

    Corrêa é apadrinhado também por Alexandre Vidigal, secretário de Mineração do Ministério. A Coluna tentou contato com os citados ontem, sem sucesso.

    Olha o ferro !

    Diretor-executivo de Ferrosos da Vale, Peter Poppinga, diz a funcionários que pode[...]

    Leia mais
  • Líder do Governo entra na fritura no próprio Palácio

    O líder do Governo na Câmara Federal, Major Vitor Hugo (PSL-GO), entrou na fritura da frigideira do próprio Palácio do Planalto. Além de críticas de colegas do PSL e partidos aliados na Câmara, o líder passou a ser alvo de queixas de ministros do alto escalão do governo Jair Bolsonaro.

    Dizem, nos bastidores, que o líder, neófito na política, não tem dado devida e ágil atenção aos pedidos e demandas das pastas. O que preocupa o Governo às vésperas do envio do texto da reforma da Previdência à Câmara, que precisa amealhar 308 votos, no mínimo, para a PEC ser aprovada.

    As queixas chegaram ao chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que convocou Vitor Hugo ao Planalto ontem para tentar aparar as arestas.

    O líder, escolha pessoal de Bolsonaro, deixou a Presidência com conselhos e a incerteza em torno da permanência no cargo. O Palácio já tem uma lista com nomes.

     

     

    Relatório a investidores estrangeiros cita Bolsonaro protecionista e[...]

    Leia mais
  • Por pacote, o ministro Sérgio Moro se alia a relator do CPP

    O ministro da Justiça, Sérgio Moro, encontrou no deputado federal João Campos (PRB-GO), delegado civil licenciado, o aliado para tentar emplacar na íntegra os textos dos projetos no pacote anticrime apresentado ao Congresso Nacional – que já encaram resistência diante do eventual endurecimento das leis. Moro e Campos têm se falado muito, pessoalmente ou por telefone.

     

    Campos é relator do novo Código de Processo Penal em comissão especial na Câmara e, aliado do presidente Jair Bolsonaro, vai compor a comissão especial do pacotão. Caberá ao federal e tropa governista consolidar um texto aceito pelos pares, mas dentro dos anseios do presidente da República.

     

    Tão perto

     

    Bernardo Paz, dono do belo Museu Inhotim, em Brumadinho, já foi minerador.  Vendeu em 2010 para grupo chinês a Itaminas, em Sarzedo (MG), por U$ 1,2 bilhão. A Itaminas tem barragens de rejeitos.

     

    Fui

     

    O general Paulo Chagas, que disputou o governo do DF pelo PRP, pediu[...]

    Leia mais